Ibitipoca – O Circuito das Águas

Conceição do Ibitipoca é uma vila que faz parte do município de Lima Duarte, na zona da mata de Minas Gerais. Com, aproximadamente, 1000 habitantes, a vila não chamou muito a atenção do turismo brasileiro até a criação do Parque Estadual do Ibitipoca, em 1973.

ibitipoca (8 de 8)

Com as redes sociais em alta, fotos dos locais do parque se espalharam e, hoje, a vila vive do turismo.

Ibitipoca” é um termo de origem tupi que significa “montanha estourada”, “serra fendida”, através da junção dos termos ybytyra(“montanha”) e pok (“estourar”).

A vila já foi bem mais povoada, chegando a 5000 habitantes no século XVIII, por conta da corrida do ouro na região. Com a descoberta do outro mais adentro do país e em maior quantidade, a população ia migrando, tendo um grande êxodo da região para Vila Rica (atual Ouro Preto).

A entrada do parque está localizado a 3 km da vila e, por conta disso, ela hoje é a principal ponto de apoio para turistas frequentadores do parque.

Com incontáveis grutas, quedas d’águas e montanhas, o parque oferece 3 circuitos no total, podendo ser feito em 3 dias.

O limite diário é de 600 pessoas, para garantir a segurança e o controle de todos, em 1488 hectares.

Horário de funcionamento: 07h às 18h (de terça à domingo)

Para saber mais sobre o parque e sobre os outros circuitos, CLIQUE AQUI.

mapa
Imagem da Internet

Circuito das Águas

O menor circuito do parque, tem, aproximadamente, 5 km (ida e volta). É um circuito cheio de cachoeiras e o mais recomendado para pessoas sedentárias, crianças e idosos.

Aos finais de semana, fica lotado. Cada ponto de banho é aproveitado ao máximo pelos visitantes.

Ele é dividido por:

  • Lago dos Espelhos

img_2055.jpg

Comece subindo todo o circuito logo, cerca de 750 metros. O lago dos espelhos é um grande lago com uma queda d’água mediana de cor bem escura e bem gelada. Forma-se uma pequena praia de areia grossa e branca, ideal para fazer um piquenique e entrar com crianças.

img_2047.jpg

Quando visitei, o local estava cheio de famílias curtindo o dia ensolarado.

Se você souber nadar, pode chegar até o ponto da cachoeira e ficar tomando um banho de ducha magnífico.

  • Ducha

Alguns metros abaixo na trilha, há a indicação de duas placas: Ducha e Lago Negro;

gptempdownload6.jpg

A Ducha é formada por um ponto no rio que apresenta pequenas quedas, duchinhas, e uma queda um pouco mais robusta, onde você consegue ficar de baixo.

gptempdownload7.jpg

Com bastante cuidado, claro. Pedras podem escorregar e a queda da pedra não é em local fundo. Então podem acontecer acidentes.

  • Lago Negro

 O lago negro é menos de 100 metros a frente da Ducha. É um lago profundo, com uma pequena queda possibilitando nada tranquilamente.

DCIM100GOPROG1570418.

A frente do lago, há um paredão de um lado e continuação do rio com muitos “buracos” para um banho de hidromassagem.

ibitipoca 1 (10 de 10)

É o local mais tranquilo e menos família. As crianças podem se acidentar pela profundidade do lago e escorregar na continuação do rio.

  • Prainha

A prainha, é  lugar mais cheio do circuito, de longe. É, também, o primeiro lugar que você avista do circuito, isto é, o circuito começa pelo meio, podendo subir para o lago dos espelhos ou descer logo para cachoeira dos macacos.

Porém, é o que  menos fiquei. Estava realmente muito lotado. Muitos só ficam na prainha e não andam o circuito.

  • Lago das Miragens

Depois de descer beirando o paredão, e passar por alguns pontos não catalogados de banho, você chega no Lago das Miragens.

DCIM100GOPROG1610436.

O lago é bem grande e bem menos cheio que os outros pontos. Pode-se nadar a vontade, pois o lago pode chegar a 2,5 metros de profundidade.

Também não fiquei no lago.

  • Ponte de Pedra

A ponte é outra parada que você precisa sair da trilha, porém só 30 metros.

GPTempDownload.jpg

É uma gruta que o rio passa por baixo e literalmente tem uma ponte ao lado. Mas não há continuação de trilha.

  • Cachoeira dos Macacos

É a última parada do circuito.

cachoeira-dos-macacos
Imagem da Internet AQUI.

A descida é de aproximadamente 600 metros depois da bifurcação da ponte de pedra.

Porém, dentre esses pontos existem inúmeros pontos alternativos. A trilha segue, em grande parte, o rio vermelho.

DCIM101GOPROGOPR2940.

No decorrer você encontra vários pontos de banho no rio, sempre raso e seguro. A correnteza não é forte.

DCIM101GOPROGOPR2867.

Ficha Técnica

Localização: Conceição do Ibitipoca – Minas Gerais;

Nível: Trekking leve, com exposição ao sol;

Distância a ser percorrida: Aproximadamente 6km

Tempo: 3 a 4 horas com paradas

Atrativos: Cachoeiras, lagos, vistas incríveis e grutas;

Valores: Finais de semana e feriados – R$25,00 inteira / Dias de semana (Segunda não abre) – R$20,00 inteira;

Limite de visitação: 600 pessoas por dia.

Tem alguma dica? Dúvida? Deixem nos comentários!

Tem vídeo de Ibitipoca no meu canal do YouTube aqui:

Se quiser saber sobre como chegar em Ibitipoca e o que fazer na vila, clique AQUI.

Se quiser saber mais sobre o Parque e os circuitos, clique AQUI.

Se quiser saber mais sobre o circuito da janela do céu, clique AQUI.

Procura por uma hospedagem? Pelo Booking você ganha R$ 50,00 de desconto clicando no Código promocional Booking.com

Quer mais descontos em mais promoções, CLIQUE AQUI.

Anúncios

Autor: Paola Groberio

Carioca, 24 anos e estudante de História na Uff. Tenta conciliar sua rotina com viagens sempre que pode, porque não consegue passar um dia sem pensar em viajar. Quando consegue, pega sua mochila e parte por aí para passar por perrengues e ter as melhores experiências possíveis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s