Meu primeiro Mochilão – O valle del Colca

A van chegou, por volta, de 4 horas da manhã para nos pegar para fazer o passeio do cânion de Colca.

O caminho para o Valle del Colca
O caminho para o Valle del Colca

Mas é aquele negócio: entrou na van, dormiu.

O frio vai aumentando, de acordo com a altitude também. Então fomos bem agasalhadas.

Depois de, aproximadamente, 3 horas, temos a nossa primeira parada. Porém, não é para observar nada. O guia passa uma prancheta com uma folha para nossos nomes e nosso passaporte, e pede 40 soles para sul americanos e 60 soles para as demais nacionalidades. É o valor da entrada do Valle del Colca.

Já no povoado de Chivay, descemos em um local com uma grande mesa, onde todos do passeio se sentam para tomar o café da manhã. Com suco, café, chá de coca, pão, manteira e geleia.

Depois do café da manhã, entramos na van e em menos de 5 minutos estamos na nossa primeira parada: na Igreja de Chivay.

Chivay é a “capital” de uma série de povoados que eram pueblos na época da dominação Inca. Esta cidadela é a capital da província peruana de Caylloma.

Localiza-se a 160 km de Arequipa, e a uma altitude de cerca de 3.635 metros.

igreja de chivay
Igreja de Chivay

Lá tem uma pequena feirinha, uma praça com um Inca no meio e algumas pessoas com trajes típicos e animais para você tirar foto. Você dá uma pequena “propina” e pode segurar, agarrar e tirar quantas fotos quiser.

Eu observei, antes, as condições dos animais, e pelo que eu vi, eles são bem cuidados, por isso eu tirei.

Depois de, aproximadamente, 40 minutos, entramos na van e partimos, para mais uns 20 minutos, para a parada em um mirante para observação do Valle del Colca.

Valle del Colca
Valle del Colca

Ficamos 20 minutos nesse mirante.

Da para observar a agricultura, da maneira antiga feita pelos Incas (terraços escavados na montanha) criando em cada “degrau” um clima diferente, e, a maneira mais moderna.

Os terraços, ou “degraus”, baseia-se no parcelamento de rampas niveladas, que requer muita mão de obra e conhecimento técnico, ao mesmo tempo que permite pouca mecanização.

Região do valle del colca
Região do Valle del Colca

Depois, passamos por mais incontáveis mirantes, todos mais alto que os outros e com paisagens de tirar o fôlego.

Até que chegamos, enfim, ao mirante del Colca.

O Cânion del Colca é o cânion mais profundo do mundo, com 4160 metros. O Grand Canyon é o cânion mais largo, porém, o Colca é quase duas vezes mais profundo.

o cânion ainda habitado pelas culturas collagua e cabana. As populações locais mantém suas tradições ancestrais e continuam a cultivar os terraços agrícolas construídos pelas civilizações pré-colombianas.

Cânion del colca e os condores
Cânion del Colca e os Condores

Outra atração à parte é a observação dos condores. Chamado pelos locais de Kútur, é a maior ave voadora do mundo, e alimenta-se de pequenos animais e carniça.

Canion del colca
Canion del colca

O mirante é enorme e bastante cheio também. Ficamos por uma hora, passeando, observando o quanto é enorme e bonito.

Por estar muito cheio, nos irritamos, mas bem pouco, com alguns turistas que não tem noção nenhuma. Te empurram para tirar foto, ou furam uma fila, passam por locais que o acesso é proibido, JOGAM LIXO. Irrita bastante.

Canion del Colca
Canion del Colca
Canion del Colca
Canion del Colca

Depois, entramos na van para mais uma hora de estrada até as águas termais.

Observava um rio que ia nos acompanhando em todo o caminho e tentava imaginar o nome e até onde ele ia, mal sabia que…

Terraços andinos na beira do rio
Terraços andinos na beira do rio
Terraços andinos na beira do rio
Terraços andinos na beira do rio e ao fundo o cânion del Colca

Chegando no local das Águas Termais, descobri que o rio que nos seguia era o Apurimac, que depois de receber as águas de inúmeros outros rios, atravessa fronteiras e desemboca no oceano atlântico com um outro nome: AMAZONAS.

Fiquei enlouquecida. Era o rio amazonas ali, puro e despretensioso, com suas duas bordas visíveis e, imaginem só a surpresa, suas águas refrescantes, porém, nem um pouco frias.

Chegando no local, você atravessa uma ponte suspensa sob o rio Apurimac, paga-se 15 soles e pode se banhar em 4 fontes termais. Todas eram artificiais, porém, 3 eram artificialmente aquecida e uma era natural.

Eu não queria me banhar, então fiquei aproveitando o rio. Estava estasiada com ele.

Rio apurimac
Rio Apurimac / Amazonas

O calor começou a aumentar também. Acabei tirando todos os agasalhos e ficando apenas com a segunda pele.

Depois de 2 horas nesse local, fomos almoçar.

Paramos em um restaurante, que é indicado, porém não era obrigatório. É cobrado 25 soles pelo buffet, mas bebidas á parte. Achei caro, mas ele não era em uma região cheia de comércio, estava com fome, resolvemos comer nele mesmo.

Tinha uma diversidade grande de sopas, carnes, legumes, sobremesas. Foi bom.

Depois do almoço e de uma pequena pausa para digestão, voltamos para Arequipa.

Chegamos a cidade por volta das 17 horas, descemos no hostel e fomos pegando nossos mochilões, tínhamos às 21 horas o ônibus para Cusco.

Fomos jantar naquele restaurante mexicano do post anterior e partimos para a rodoviária.

Nosso ônibus era da cia Oltursa e MEU DEUS PRESTA ATENÇÃO AQUI: É MELHOR QUE UMA VIAGEM PELA GOL!

Mas antes de contar os detalhes, preciso contar que nos atrasamos e quase perdemos o ônibus. Isso, porque Arequipa tem dois terminais de ônibus e fomos para o errado. Mas tudo deu certo e ficamos esperando o ônibus na sala VIP. FICAMOS NA SALA VIP.

O ônibus era semi leito, com wi-fi, jantar, café da manhã e uma comissária muito simpática. Eu me senti RYYYYYYCA!

Consegui me comunicar com a minha mãe e meus amigos a noite inteira. Dormi muito e comi muito bem, parecia que os perrengues haviam ficado no passado.

Agora era o umbigo do mundo, isto é, Cusco.

Anúncios

Autor: Paola Groberio

Carioca, 24 anos e estudante de História na Uff. Tenta conciliar sua rotina com viagens sempre que pode, porque não consegue passar um dia sem pensar em viajar. Quando consegue, pega sua mochila e parte por aí para passar por perrengues e ter as melhores experiências possíveis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s